Secretaria de Estado da Saúde

A A A Tamanho do texto

Governo de SP anuncia novo modelo de gestão para CHS

Pasta anuncia que o Conjunto Hospitalar de Sorocaba será administrado por uma OSS.

Conjunto Hospitalar de Sorocaba, referência para 48 municípios da região, terá gestão em parceria com Organizações Sociais de Saúde

A gestão do hospital público referência para 48 cidades da região passará a ser feita por uma Organização Social de Saúde, instituições do terceiro setor, sem fins lucrativos. Com a transição, a assistência prestada à população será mais ágil e eficaz e não irá alterar em nada a situação dos atuais funcionários do CHS, que manterão suas remunerações e a estabilidade prevista pela legislação do funcionalismo público.

Os hospitais gerenciados por OSS continuam sendo públicos, o patrimônio permanece sendo do governo e o atendimento é 100% feito pelo SUS.  “A população de Sorocaba terá um avanço no atendimento e na gestão de saúde e os profissionais que trabalhar nas Unidades do CHS não vão sofrer nenhum tipo de alteração salarial, contratual, absolutamente nada será alterado para os servidores”, explicou a deputada Maria Lúcia Amary (PSDB).

O modelo permite maior autonomia para a área de recursos humanos e para o gerenciamento dos estoques de medicamentos e insumos hospitalares, entre outros, sem que o poder público deixe de se responsabilizar pelo rigoroso acompanhamento da execução das metas. “Hoje é um dia histórico para nossa região, vamos ter uma revolução positiva na Saúde. Com a gestão compartilhada, vamos ter um serviço mais organizado e integrado entre a OSS, órgãos públicos e população”, afirmou o prefeito de Sorocaba, José Crespo.

Será realizado um processo de convocação pública para firmar parceria com uma Organização Social. As OSS qualificadas terão 10 dias úteis para manifestar interesse e mais dias úteis para apresentar o projeto. “Vamos publicar o chamamento nos próximos dias no Diário Oficial, a perspectiva é que a Organização Social de Saúde comece atuar no segundo semestre deste ano”, disse o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Dr. David Uip.

A pasta realizou um estudo recente sobre eficácia das OSS no Estado. Nos hospitais de OSS, em 2016, o custo por internação foi 25,9% inferior ao dos hospitais da administração direta. O tempo médio de permanência de pacientes nos hospitais geridos por Organizações Sociais foi 20,1% a menos do que nos da direta – indicando maior eficácia dos tratamentos aplicados nos serviços administrados por OSS.

A população de Sorocaba está ansiosa com o anúncio da nova gestão e as melhorias que serão realizadas no CHS. “Espero que com esta mudança de administração a população seja beneficiada e as mudanças não demorem a acontecer”, disse Marta Sobrinho Costa, paciente da ala de ortopedia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Conjunto Hospitalar de Sorocaba

O Conjunto Hospitalar de Sorocaba é formado por dois hospitais: Regional (Dr. Lineu Mattos Silveira) e o Leonor Mendes de Barros, e por um Ambulatório Regional de Especialidades. Inaugurado em 1969, é referência para atendimentos de hemodiálise, traumatologia, neurocirurgia, tratamento de queimados, urgência e emergência de alta complexidade.

No complexo são atendidos cerca de 16 mil pacientes por mês, em uma região composta por cerca de três milhões de habitantes. A unidade possui 450 leitos, dos quais 350 fixos e 100 móveis. Ao todo 1,5 mil funcionários, dos quais 350 médicos atuam no CHS.

Comunicar Erro




Enviar por E-mail






Colabore


Obrigado